segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Mundo de nenhum Raimundo

Há tanto tempo que não escrevo por aqui
Resolvi viver a vida mais de perto
Deixar os livros na estante e abrir a janela

Lá fora vejo um mundo caos
mundo lágrima
mundo batalha
mundo desigual
mundo de nenhum Raimundo

Por que os livros mentiram?
Não era este o mundo que me apresentavam
Não eram essas as paisagens que eles mostravam...

Mas se os livros são escritos por homens,
era de se esperar que ali houvesse mentira
mundo falácia
mundo quimera
mundo piegas
mundo de nenhum Raimundo

Fecho o livro. Fecho a janela.
Lá dentro, a imaginação troca
beliscões, tapas, socos e pontapés
com a minha alma que insiste em voar

Nenhum comentário: