terça-feira, 17 de maio de 2011

Não durma no ponto! Sonhe...


A conta do sonho

"Quanto custa um sonho?
Alguma coisa ele sempre custa,
muitas vezes muitas coisas ele custa,
outras vezes outros sonhos ele custa.
Não importam os percalços, os sacrifícios,
os espinhosos enredos.
Não importa,
uma vez vivido,
o sonho está sempre num ótimo preço!"
(Lucinda, Elisa.  Parem de falar mal da rotina, pg 39)

Nenhum comentário: