sexta-feira, 1 de abril de 2011

Como uma tal falta...

"Com uma tal falta de Literatura, como há hoje, que pode um homem de gênio fazer senão converter-se, ele só, em uma Literatura?

Com uma tal falta de gente coexistível como há hoje, que pode um homem de sensibilidade fazer senão inventar os seus amigos, ou, quando menos, os seus companheiros de espírito?"

(Fernando Pessoa).

Nenhum comentário: