sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Adiando... Até quando?

"Dia
dia
dia
adia o tempo.
Há dias
que eu não
parava em mim. (...)"

Trecho do poema Açoite de Ígor Andrade

Leia mais em Fuga do Intelecto

Um comentário:

Ígor Andrade disse...

Como fico feliz, quando isso acontece!

Obrigado!

Abraço!