sábado, 22 de agosto de 2009

Angústia

Faz tanto tempo que não escrevo
que não interfiro na inocência estúpida do papel
com meus pensamentos desconexos

Faz tanto tempo que não escrevo
que não procuro rimas pobres
para provocar retrocessos

Faz tanto tempo que não escrevo
que não crio personagens - eu
para motivar na ficção suicídio

Faz tanto tempo que não escrevo
que não reconheço diante de mim os meus
e a palavra não vem quando preciso

Faz tanto tempo que não escrevo
não por falta de inspiração
apenas falta de mim mesma.


Nenhum comentário: