domingo, 4 de janeiro de 2009

"Quem vê balança ( ou assiste TV), não aceita elogio"

Após o sexo, seus corpos exauridos, seus membros atônitos e relaxados deixaram-se espreguiçar sobre o colchão.

Ela numa atitude contemplativa, olhando o homem ao seu lado, o elogiou: "- Seu corpo é lindo!" e ele mansamente respondeu: "- Você é linda também! A beleza é mais do que o exterior, ela é muito do que você é por dentro!". Ela sorriu com a boca mas em sua cabeça de mulher insegura veio uma interrogaçãozinha safada: "Será que ele quiz dizer - sutilmente - que meu corpo não está bonito?" Sentiu-se triste e logo boba. Revoltou-se consigo, pois deveria estar feliz pois ouviu de um exemplar (maravilhoso exemplar por sinal) do sexo masculino, que o tal importa-se e valoriza seu interior (objetivo de onze a cada dez mulheres) ao contrário da grande massa que coloca no altar "duas bolas de carne com um orifício no meio", vulga BUNDA.

A questão não era o elogio e sim seu estado de espírito. Uma pessoa que evita espelhos de corpo inteiro não está de acordo com o qiue vê, naturalmente fica com a cabeça cheia de "grilinhos que usam auto-falantes" ecoando a informação da balança. O grande problema de se amar alguém desesperadamente é isso: querer ser perfeita(o)! Não existe perfeição apesar da mídia propagar o contrário com seus rostos perfeitos (formados com quilos e quilos de maquiagem e argamassa), injeções, dietas milagrosas, lipoaspirações, botox, hormônios, musculação, num estica e puxa interminável regados a muitos cifrões. Para um ser normal (leia-se que ganha pouco) tais recursos - ou excentricidades - não são possíveis. Que bom!(?) Explico-me: atualmente a beleza feminina verdadeira está se perdendo. Hoje todas querem aparentar 20 anos a menos e ser eternamente "capas da NOVA", não assumem a beleza de cada idade. Não estou fazendo aqui uma manifesto a favor das desleixadas, acredito que é importante em 1° lugar ter saúde e também sentir-se bonita mas, por favor, sem exageros e bizarrices!

Afinal, alguém que dá um elogio a pessoa amada é motivado pelo toque, pelo cheiro, pele com pele e não por uma face endurecida que não consegue mais diferenciar as expressões e literalmente plastificada.

3 comentários:

Carla disse...

Amiga, adorei o post!
Começaste o ano de pé direito, viu?
By the way, aproveito pra te contar que mudei de endereço: maca-envenenada.blogspot.com
Te espero lá.
Bjo e um 2009 mágico pra ti.

Welton Nogueira disse...

com certeza, muitas vezes perdemos a chance de nos relacionar com pessoas maravilhosas pelo simples fato de elas não se enquadrarem nos padrões estéticos estabelecidos pela nossa sociedade.
eu conheço pessoas que olham primeiro pra beleza. uma criatura até já disse assim: "pode ser o cara mais legal do mundo, mas se for feio, eu não fico com ele". lamentável.

Patu disse...

Oi Alexandra!!
Feliz ano-novo!!!
Olha só, te linkei no meu blog pra fazer um meme! Dá uma olhada lá, explico melhor ali.
Beijos.