domingo, 7 de dezembro de 2008

Tristeza real

Torcedora do Vasco desde de Criança, lembro de assistir aos jogos do meu time ao lado de meu pai. Um dos momentos que ficavamos mais próximos. Era gostoso, era bom. Agora vemos isso acontecer. Depois do luto, começa a renovação.
Que a tristeza dure pouco, mas o suficiente para se aprender algo com ela.

4 comentários:

Dauri Batisti disse...

A futebol, de um jeito ou de outro, sempre entra nas nossas vidas.

Carla disse...

É triste; falo porque já vi o meu Galo na mesma situação, mas... um ano passa rápido, amiga!
Bjo e otima semana.

Lucí disse...

Pois é...

Meu time tbm já foi pra segunda divisão, um time de tradição e ao mesmo tempo eramos obrigado a ver nosso principal oponente ganhando titulos..

Hj ele voltou da segunda divisão mais forte..

Mas nadou..nadou..e morreu na praia.. injustamente..

Qual time? Gremio!..

→ Thiago Laurentini. disse...

É impressionante como pra uns o futebol não significa nada, e pra outros significa tudo. :x