sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Tempo da delicadeza

A verdade é essa: você tem sido meu acalento!
O sorriso preterido durante o dia

surge rápido livre de abatimento
Os problemas não deixam de existir

estão ali prontos para assepsia

numa conversa que nos exorta

Num enlace de mãos nada mais importa
apenas o tempo da delicadeza
Você e eu: nossa única, presente e bela certeza.

(Alexandra Periard)

Nenhum comentário: