quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Olhar - enigma


Teu olhar ultrapassa minha retina

Como a bala sai da carabina:

Direcionada, certeira, abortiva

Enigmática, copulativa


Provoca sorrisos pueris

substitutos das palavras perdidas

Em meio ao toque motriz

Ouvem-se suspiros suicidas


Vivendo nada mais que o presente

Intenso, convidativo, sedutor

Maresia, vento, andar displicente

Com afeto e ardor


Silencia-se para contemplação

O verso emerge “pós parto”

Sacia-se o insaciável com paixão

Num instante breve e farto


(Alexandra Periard)

Nenhum comentário: