quinta-feira, 8 de novembro de 2007

No meio do caminho

"O meio de minhas pernas lateja
lembrando do ontem
e da gente no chão de azulejos
a gente feito cobra
sentindo e suspirando
ficaria ali, deitada, para sempre,
mas a vida passou rápido demais
naquela imensidão de gelo
na fogueira das suas mãos
em todas as línguas
em você, em mim
a vida passou rápido demais
em loucos beijos
enquanto
escrevíamos com suor
a mais bela canção de amor."


Leia mais em: http://versosdefalopio.blogspot.com/

Nenhum comentário: